Espaço dos leitores

Di Cavalcanti (Brasil) - Carnaval

Comentários

Anónimo disse…
''Morte aos fumadores
Desde o início do ano que tenho assistido entre o incrédulo e o divertido a esta escalada de intolerância idiota, aos fumadores e locais que optaram por manter as portas abertas, a quem resistindo à pressão da clandestinidade e ao ostracismo higienista, decidiu manter o seu vício. De um dia para o outro, os sentimentos recalcados por anos de maus tratos de poluição atmosférica surgiram como pequenos demónios desencarapuçados, na senda persecutória dos famigerados nicotinómanos. É o cliente de longa data que pede o livro de reclamações e vocifera não mais voltar, é a varina que prega chamar a ASAE, é o amigo de infância que deixa de nos ligar ou o patrão que não nos renova o contrato. Tenham santa paciência, mas tristemente vamos caminhando no extremismo americano que vê os fumadores com muito maus olhos e o marginaliza. Que profere frases do género: “Ele fuma, não sei como ela aguenta. Pior, admite!”. Sugar as economias do contribuinte para pagar seringas, metadona, salas de chuto e clínicas de reabilitação a carochos que o maior contributo que deram à sociedade foi fanarem-nos o auto-rádio tudo bem. Agora aceitar que se fume fora de casa própria (por enquanto) ou em espaço aberto era o que mais faltava. O que é bom mesmo é perseguir os fumadores, contribuintes acrescidos, que trabalham para alimentar o seu vício. Num grave atentado à propriedade privada legislou-se sobre o que cada um pode fazer no seu estabelecimento. Não satisfeitos com isso, querem mesmo sanear todos os que não pactuam com a ideia reaccionária e extremista da ausência total de fumo. Custa-me muito a acreditar, talvez por experiência cientifica, que alguém contraia doenças respiratórias ou cancro do pulmão apenas a frequentar espaços de lazer em que se fuma. E fora os funcionários, alguém que passe tempo suficiente em cafés, restaurantes, bares e discotecas para apanhar tal enfermidade não sei se não é um favor que a vida lhe presta. Mesmo assim ainda relevo a choraminguice populista da saúde pública, admitindo a obrigatoriedade de um eficaz sistema de ventilação. Ninguém gosta de espaços cheios de fumo, excepto talvez os intelectualóides que acreditam que é na neblina boémia e em lugares bafientos que a sua musa reside. Mas podiam ter o bom senso de aprovar os equipamentos que sapientes assepsistas consideram bons antes de aprovarem a lei, mas é melhor confundir que educar. E as divisórias, espaços à parte, será mm necessário? Não chegam os avançados ventiladores para eliminar o já patético risco? Não parece interessar.
A todos os excitadinhos que querem acabar com os fumadores, que tanto mal vos fazem, deixo uma mensagem de esperança: Fumem um cigarrinho que isso passa!
Bem-haja!''

in http://imperiolusitano.blogspot.com/
http://palcopiniao.blogspot.com/search/label/C%C3%82MARA%20MUNICIPAL%20DE%20COIMBRA%20URBANISMO
space_aye disse…
Carlos:
Queria-lhe pedir que trocasse comigo os links do blogroll

O meu é: www.museudamente.blogspot.com

Obrigado.
Carlos Esperança disse…
space_aye:

A minha ignorância não me permite aceder ao seu pedido. Vou transmiti-lo ao «encarregado» do PE que já lá tem vários pedidos de actualização e nunca mais os despacha.
Anónimo disse…
Finalmente Esperança reconhece o já todos tinhamos descoberto!

"É ignorante"
Anónimo disse…
Sr. Carlos Esperança, não posso deixar de comentar a boçalidade deste comentário expresso por si no Diário Ateísta referente ao post "Bin Laden contra Ratzinger?":

Carlos Esperança on Março 20th, 2008 18:37 De facto a única diferença entre as religiões e um balde de merda, reside no balde.

Pouco há a comentar diante de palavras tão primárias que nada dizem à inteligência.
Já agora, qual é a cor do balde de onde come a sua merda? Deve ser rosa, não?
Carlos Esperança disse…
anónimo Sex Mar 21, 12:49:00 AM:

Estranha necessidade escatológica a que o leva a seguir a minha prosa através da blogosfera!
Anónimo disse…
Mais uma vez o Sr. Esperança devia-se das questões. É sempre assim quando é confrontado... o que se poderia esperar de um biltre desta índole?
Anónimo disse…
E não chame prosa àquilo que vulgarmente se chama excremento!
Carlos Esperança disse…
space_aye:

Já lhe disse que tinha pedido para o seu blog ser acrescentado. Agora já não depende de mim.

Estou a responder aos comentários que colocou num post em que cito o Jornal de Peniche,

Mensagens populares deste blogue

Notas sobre a crise venezuelana…

Vasco Graça Moura