IVA

Imaginemos um casal de classe média com um vencimento ilíquido de 6000 Euros por mês. Em IRS pagará uma taxa média por volta de 30%, ou seja, 4200 Euros líquidos, 1800 pagos de IRS. Pressupondo que esse casal consuma metade do seu vencimento líquido, ou seja 2100 Euros, à actual taxa de 21%, pagará 441 Euros de IVA. Se a taxa baixar para 20%, pagará apenas 420 Euros. Uma diferença de 21 Euros por mês, ou seja 252 Euros por ano.
Citando o Sr. Engº Guterres, é só fazer as contas, e ver que não é em nada irrelevante a baixa da taxa do IVA. Luís Filipe Menezes devia parar para pensar, nomeadamente no prejuízo que a catastrófica gestão financeira do seu partido no consulado de Barroso e Santana Lopes causou aos Portugueses e que desencadeou a subida do IVA de dois pontos percentuais, e que finalmente pode ser mitigado.

Adenda: a redução do IVA no actual ciclo inflacionista pode mitigar muitas consequências nefastas para os Portugueses.

Comentários

Anónimo disse…
classe média? 6000 euros? quem não conhece a realidade do país, valia mais estar calado... que anormalidade!
Anónimo disse…
O senhor Rui Cascão é ignorante no que respeita a impostos.

Se o casal de 6000 euros ganhar metade metada, 3000 cada um a retenção na fonte andará nos 23% e a Social nos 11%, se for trab. do Estado 10% para a CGA e 1.5% para a ADSE.
Logo a taxa será nunca inferior a 34%.

O senhor Rui Cascão é ignorante no que respeita a economia.

Uma descida de 1% no IVA não implica a descida de 1% nos preços, tudo depende de como se reparte o custo do imposto entre produtor e consumidor (quem entrega o $$$$ ao EStado não interessa). Se não percebe do que falo não faça comentários.

O senhor Rui Cascão é politicamente irresponsável, tal como o PM há 11 dias qualificou a descida do IVA proposta pelo PSD para o próximo orçamento (não para Julho).
Anónimo disse…
Claro que não é relevante, já o tinha aqui afirmado.
Só mesmo nos carros ou outras compras onde seja necessário muito dinheiro é que se nota um bocadinho de diferença nos preços.
Anónimo disse…
Depois digam que o PS e este governo não toma medidas sociais!!

Força Rui, estou contigo tens 100% de razão!

Até segunda!
Anónimo disse…
Lá vem o "socialista de alma" com a sua habitual diarreia...o homem coitado, está convencido que vive no paraíso.
Anónimo disse…
"Imaginemos um casal de classe média com um vencimento ilíquido de 6000 Euros por mês."

Sem dúvida quem escreve assim não vive cá ou é privílegiado...
Classe média (casal com € 6.000,00/mês) maravilha.
Há gente que vive nas nuvens, é preciso pôr os pés em terra e caír na real.
Anónimo disse…
no plano teórico não está mal gizado, apesar de algumas falhas como as apontadas pelos posts. O problema dos impostos sobre o consumo, especialmente o I.V.A (generalista), é que quando são aumentados dão logo a desculpa aos empresários para aumentar os preços, quando desce, não se reflecte imediatamente nos preços, aumenta é a margem do lucro durante um tempo e depois eventualmente só restringe é a subida dos preços! Isto é, enquanto que a subida do I.V.A. teve logo efeitos imediatos na bolsa dos cidadãos ( paga-se logo mais caro os produtos) , o decréscimo dos mesmos só se verá mais tarde (faz com que os preços demorem a subir). Contudo, é preciso salientar que a descida do I.V.A. é de saudar, uma vez que vai contribuir para o aumento do comércio e dá possibilidades de melhor concorrência com as empresas estrangeiras.
Anónimo disse…
Em que país vive o Sr?
6000 euros? Classe média?
Mas vamos seguir o seu raciocínio, ainda que errado.
Assim sendo, um casal com um rendimento de 3000 euros, pouparia metade do que cita, e por aí adiante...
Já reparou no insulto que este post é aos milhões de portugueses que vivem com 500 euros ou menos?
Quanto poupam esses?
Repito: em que país vive?
Só um segudismo delirante pode justificar esta aberração que escreveu.
Com o devido respeito, o Sr. vive num mundo paralelo.
Classe média em Portugal é ganhar 1000 euros por mês, e mesmo assim...
Não insulte a classe média e muito menos os pobres.
Deixe de idolatrar o cartão rosa e desça à realidade.
O que o Sr. escreveu poderia fazer parte de uma antologia do pedantismo, da demagogia e do delírio político.
Vítor Ramalho disse…
Esta visto e provado a descida do IVA só vai beneficiar quem ganha mais de 6000 euros.
Este executivo governa para meia dúzia de famílias.

Mensagens populares deste blogue

António Costa e a popularidade

Vasco Graça Moura