Gürtel (II)

Gürtel é um nome alemão que significa cinto, correia. Foi a designação dada ao escândalo do momento em Espanha devido a um dos seus mais visíveis protagonistas chamar-se Francisco Correa.

Hoje Mariano Rajoy esteve de visita, na Alemanha, para se encontrar com chanceler Merkel. Na terra do cinto (Gürtel), ou melhor, de onde vêm as ordens para ‘apertar o cinto’.

O que trataram ficou mergulhado na mais profunda obscuridade mas com certeza que não andará longe do Orçamento Europeu e da situação no seio do Eurogrupo.

Contudo, na conferência de imprensa que encerrou a visita as atenções dos jornalistas estiveram voltadas para a crise política espanhola que desde há dias tem girado à volta do ‘escândalo Gürtel’.

E aí Rajoy continuando a reafirmar a sua inocência e a falsidade dos documentos que têm vindo a público, atirou para o ar uma frase enigmática que, não esclarecendo nada, lançou a confusão e levantou inquietantes dúvidas: “Todo lo referido a mí y mis compañeros no es cierto; salvo alguna cosa publicadalink
O que está a salvo? O supérfluo ou mais importante?
Ou, então, terá começado na Alemanha o enredo de uma história onde no final ninguém se salva?…

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Cavaco Silva – O bilioso de Boliqueime

Tunísia – Caminho da democracia ou cemitério da laicidade ?