Aborto e pena de morte

Bispo de Bragança-Miranda compara aborto à pena de morte

O bispo da Diocese de Bragança- Miranda, D. António Moreira Montes, comparou hoje o aborto à pena de morte, aludindo à execução de Saddam Hussein que «horrorizou o mundo».
No entanto, a Igreja católica não é contra a pena de morte.

Catecismo de 1993: «Preservar o bem comum da sociedade pode exigir que se coloque o agressor em estado de não poder fazer mal».

Comentários

Anónimo disse…
O mais grave é que estes argumentos pegam. A culpa está na não aposta na educação, para deixar as pessoas influenciáveis.

Diogo.
Anónimo disse…
O autor desta diatribe revela uma total indigência do ponto de vista intelectual.
Mas, mais grave do que isso, trata-se de uma afirmação aberrante e macabra proferida por uma mente tortuosa e psicótica.
Não quero acreditar que tamanha torpeza corresponda ao discurso da maioria dos restantes membros da corporação.
No entanto, se assim for, resta-nos dizer por uma questão de profilaxia: Antes aborto hoje do que bispo amanhã!

"Estupefacto"
Anónimo disse…
É um cidadão português que deve dizer o que pensa sem inibições.
A comparação entre (e volto a insistir na terminologia) Interrupção Voluntária da Gravidez (I. V. G.), e a pena de morte, é que é (quanto a mim) ... uma monstruosidade.
Anónimo disse…
"A comparação entre (e volto a insistir na terminologia) Interrupção Voluntária da Gravidez (I. V. G.), e a pena de morte, é que é (quanto a mim) ... uma monstruosidade."

Não só isso. É terrorismo verbal!

Mensagens populares deste blogue

Associação Ateísta Portuguesa (AAP) - RTP-1