Paulo Macedo - DGCI


Chegou-me a informação de que o director-geral também mandou distribuir agendas com uma citação do "São" Escrivá de Balaguer nos departamentos de Finanças.

Comentários

Anónimo disse…
Membros do "opus dei" e outras ordens fascistas encontram-se a todos os níveis da esfera politica mundial.
Só ainda não tendo o poder necessário para por em pratica as suas ideias peçonhentas, mas surgindo aqui e ali a mostrar o que são realmente. Temo que a vigilancia democratica se deixe submergir por esta podridão fascista, alimentada com as dificuldades do dia a dia. Hitler também ganhou com os pobres, os desempregados e outros que depois de tomar o poder, chamou de parasitas.

Como em Portugal, no 25 de Abril, não se correu com padrecos e fascistas, porque se pensava que a educação e a democracia nos iam livrar deles, é vê-los hoje, aproveitando a tolerância democrática, para difundir as suas intolerantes e dogmáticas ideias.
Mano 69 disse…
Os fins justificam os meios!

O “bufar” ou o “bufo” está outra vez na moda e é o Carlos Esperança quem lhe dá acolhimento. Quem diria…
Anónimo disse…
Carlos Esperança

S. Josemaria Escriva preconizava a santificação pelo trabalho e constam dos seus livros numerosas reflexões que melhor do que qualquer manual de recursos humanos motivam o trabalhador a ser proficuo na actividade que exerce.

Por isso não vejo porque não habilitar os funcionários fiscais com este tipo de ideias.

Esqueça quem foi S. Josemaria Ecriva e vê que aquilo poderia ter sido escrito por outra pessoa qualquer.
Anónimo disse…
A exposição pública, incontornável, de Paulo Macedo, como membro da Opus Dei, nesta fase do campeonato, é um assunto que merece reflexão.
Isto muito para além dos seus interesses pessoais na DGCI.
Aliás, nos tempos recentes, a visualizção da "Obra", não é um caso isolado.
Relembremos, p. exº., a posição de outro destacado membro da Opus Dei - Paulo Teixeira Pinto, é a posição que tomou (no financiamento) em relação ao próximo referendo de 11.02.

Pergunta: esta inusitada "visualização" da Opus Dei em Portugal faz parte de alguma mudança estratégica?
Convém reflectir.
Anónimo disse…
O comentador Mano 69 tem uma estranha concepção do que é a bufaria, e não sabe qual é a verdadeira natureza do 'bufo'.
Talvez ainda esteja a tempo de aprender. Quem sabe se não lhe virá um dia destes a ser útil.
Anónimo disse…
A rapaziada de esquerda além de ser bruta das ideias é extremamente cómica e atentora da liberdade individual de cada um.

Escolher ser maçon ou membro do opus Dei é uma opção que a cada um diz respeito. Se o nuno gomes é maçon a mim pouco me importa, desde que o rapaz marque golos, QUE É PARA ISSO QUE É PAGO!

Ò Conceição, tu és engraçado e eu farto-me de rir com a tua falta de coerência e de oportunismo. No fundo sempre que falas é como se pegasses numa enchada e te enterrasses mais um bocadinho. é bonito de se ver!

Faz-me um favorzinho para todos nos podermos rir de ti e deste post. Divulga lá qual foi a frase, que esse desamparado passarinho, desavindo de Lisboa, te disse ao ouvido e que tanto te chocou. Faz um favor a toda a gente,a ti em especial, e entre duas aspazinhas solta lá a frasezinha. Não queres que fiquemos todos a pensar que tu não sabes qual é a frase e que estás é desvairado por ter sido dita pelo outro. Isso faria de ti uma pessoa muito preconceituosa e eu prefiro achar que és bom rapaz...
Anónimo disse…
S. Josemaria comprometeu a honra , não pelos milagres que fez depois de morto, mas pelo apoio a Franco durante vivo.

Paulo Macedo começou cedo o caminho para a santidade e para o regresso ao Concílio de Trento.
Anónimo disse…
Ò Esperança. Estamos todos à espera da frase que te levou a escrever este post. Não me digas que sonhaste acordado? Dá-lhe rapaz! Força!

P.S.: O ridiculo mata e, pior do que isso, RIDICULARIZA!
Anónimo disse…
Queremos a frase! Queremos a frase!

Dispensamos as lições e interpretações do Senhor Professor Carlos Esperança sobre a História Mundial e sobre a história espanhola, de que é especialista, em particular.

Nós só queremos saber qual foi a frase! Queremos a frase!Queremos a frase!

P.S.: Se o passarinho que lhe disse isso ao ouvido é miupe mande lá um passarão!
Anónimo disse…
Não terão a frase.

É uma penitência que o anónimo, que se repete, terá de cumprir em vez do cilício.
Anónimo disse…
O senhor conceição foi enganado por um passarinho. Da próxima vez que postar alguma coisa lembre-se de que nem toda a gente é parva.

Eu só insisti porque pensei que o senhor tinha vergonha suficiente na cara para se retratar. A verdade é que não "dá uma para a caixa"... (hihihi)
Anónimo disse…
Ter Jan 16, 06:46:40 PM (Anónimo):

1 - Onde escreve «conceição» quer dizer «Esperança»

2 - «Retratar» é tirar o retrato. Talvez quisesse dizer «retractar»

3 - Já tenho a confirmação, mas deixo-o na sua beata amargura e no seu cómodo anonimato.
Anónimo disse…
Ele pode citar quem quiser, e chamar a atenção da forma que quiser, contudo acho o acto litúrgico que ele encomendou, pagou, e alguém presidiu, um abuso.
Carim disse…
Bem, as caixas de comentários deste blog estão cada vez mais insuportáveis. Parece que o processo é basicamnte o seguinte: O Carlos Esperança publica um post, e imediatamente a seguir a caixa de comentários respectiva enche-se de ataques pessoais ao dito sr. Carlos Esperança. Ataques pessoais e urros furiosos contra o autor e não comentários e críticas construtívas ao conteúdo do post, que creio serem as funções de uma caixa de comentários.
Reparemos, apenas nesta caixa de comentários:
"... “bufo” está outra vez na moda e é o Carlos Esperança quem lhe dá acolhimento. "

"...Ò Conceição, tu és engraçado e eu farto-me de rir com a tua falta de coerência e de oportunismo. No fundo sempre que falas é como se pegasses numa enchada e te enterrasses mais um bocadinho. é bonito de se ver!"

"Faz-me um favorzinho para todos nos podermos rir de ti e deste post."

"Ò Esperança. Estamos todos à espera da frase que te levou a escrever este post. Não me digas que sonhaste acordado? Dá-lhe rapaz! Força!"

De salientar que os mui corajosos detractores apresentam-se maioritariamente como "anónimos"

Obviamente que o senhor Carlos Esperança, cujas opiniões expressas neste blog me parecem lúcidas e inteligentes e com quem partilho muitos pontos de vista, não necessita de defensores. Mas a verdade é que estes "anónimos" prejudicam este blog, com a sua raiva, ódio e frustração. Em vez de ideias e opiniões trocam-se e arremessam-se insultos pueris.
Anónimo disse…
Deixe lá ó Karim...
Dizer mal é um acto salutar, limpa a bílis e ajuda a enfrentar a monotonia destes dias tristes que vivemos.
Por isso não se preocupe porque o CE sabe como são as regras do jogo.
Anónimo disse…
Anonymous Ter Jan 16, 11:24:22 PM:
«Por isso não se preocupe porque o CE sabe como são as regras do jogo.»

Resposta: Não sei a que regras do jogo se refere.

No que diz respeito aos insultos que me são dirigidos, penso que diminuem quem os profere e não a mim.

Não sou eu que escolho os leitores.

O Ponte Europa podia ser um belo blogue para discutir ideias e, às vezes, torna-se um lugar mal frequentado onde alguns anónimos vêm aliviar frustrações.

No entanto, a qualidade de alguns leitores merece o meu empenhamento.

Quanto à orientação ideológica do PE, claro que não é neutra. Reflecte as posições dos seus autores, particularmente as minhas, por ser o blogger mais assíduo e interveniente.

Enquanto puder, este será um espaço de liberdade apenas indisponível para ofensas pessoais a quem não se pode defender (passíveis de procedimento criminal) e proferidas sob anonimato.
Anónimo disse…
Parece-me que importante era sabermos qual foi a frase distribuida aos empregados das finanças. É uma verdadeira INCOERÊNCIA da parte de quem escreveu este post não a citar. Como já era de esperar, ou a frase não existe, ou existe e não ofende ninguém, e o autor tem VERGONHA de a escrever.
Mano 69 disse…
Anónimo Ter Jan 16, 11:57:34 AM

Quem bufa seus males espanta.


karim

Fala o roto para o nu!


O problema de bufar uma frasem uma ideia é esta mesma fica tudo à espera do que quer que seja.
É como à espera do Godot!
Anónimo disse…
O problema não é o senhor Paulo Macedo ser ou não católico, o problema é ele poder ser da Opus Dei que é uma organização apostada em dominar tudo e todos e que já tem poder a mais.
O problema é ter alguém de uma organização deste tipo a controlar um sector fundamental do Estado, um sector onde as liberdades e garantias dos cidadãos estão a ser abolidas e onde se pode ter acesso a numerosas baese de dados e a numerosos cruzamentos.
É assustador!

Mensagens populares deste blogue

Associação Ateísta Portuguesa (AAP) - RTP-1