Equipamento Desportivo em Coimbra. O pavilhão da PT

Equipamento Desportivo em Coimbra
O pavilhão da PT

Em entrevista recente a órgão de comunicação social o vereador da Câmara Municipal de Coimbra, responsável pelo pelouro do desporto, afirma estar no desconhecimento ao que ao pavilhão da PT em Coimbra diz respeito. Esta afirmação enigmática não é, de todo, tranquilizadora. Não são completamente desconhecidas intenções, em passado recente, de alterar o uso e a finalidade, quer deste pavilhão, quer dos terrenos envolventes, tudo actualmente na posse da PT.
Ora, a PT, através do Clube PT, a quem está cedido este pavilhão, tem tido, ao longo dos anos, actividade meritória e relevante para a Cidade, onde esta infra-estrutura é elemento essencial, nomeadamente:
Este pavilhão é a sede administrativa, social e desportiva da Zona Centro Norte e da Secção de Coimbra. Esta Zona tem cerca de 3.000 associados e só nas modalidades de voleibol e futsal, existem cerca de 150 atletas em torneios.
A Secção de Coimbra, envolve 120 sócios atletas, nas modalidades de ginástica, voleibol, futsal e ténis de campo. A sua escola de basquetebol, em funcionamento há mais de 10 anos, é hoje uma raridade na Cidade e tem 160 jovens praticantes, inscritos na Associação de Basquetebol de Coimbra, participando nos respectivos campeonatos.
É de realçar que toda esta actividade é feita de portas abertas à Cidade, o que tem contribuído para preencher lacunas graves que Coimbra apresenta nesta área, com impacto directo em escalões etários tão sensíveis. Acresce ainda os protocolos que permitem, a algumas centenas de alunos desenvolver as suas actividades físicas: Escola Secundária D. Maria, Escola Básica nº 10, Escola EB1 Quinta das Flores, Escola Superior de Educação.
Não é crível que a CMC, na pessoa do seu vereador, possa desconhecer esta actividade, nem a sua relevância para a Cidade;
Sabemos que está em curso a revisão do PDM, embora não seja do domínio público como esses trabalhos estão a decorrer, nem as actuais tendências de alteração;
É também sabido que o centro de Coimbra, nomeadamente, a Freguesia da Sé Nova, onde se insere o local em causa, tem vindo a assistir à degradação do parque habitacional, pelo que urge inverter esta situação mobilizando o capital para a reconstrução dos edifícios degradados e assim (re) construir a Cidade.
É ainda conhecida a actual situação urbanística da zona – Solum, Estádio/Dolce Vita, Rua General Humberto Delgado – e a ausência de soluções para o caos criado no trânsito e mobilidade local.
Não queremos acreditar que se possa estar a esboçar mais uma operação que venha a lesar Coimbra e os seus Cidadãos duplamente, isto é, fazer uma possível densificação urbanística da zona à custa daquela infra estrutura, aniquilando, assim, toda a actividade referida.
Mas, se este cenário se vier a confirmar, desde já deixamos claro que não poderá ter o nosso apoio, por tudo o que fica dito.

Coimbra, 21 de Janeiro de 2007

Secção das Telecomunicações, Secção da Sé Nova e Concelhia, do PS Coimbra,

João Rosendo
André Dias Pereira
Luís Ramos

Comentários

Anónimo disse…
Muito preocupante. A aniquilação de um equipamento em prol de interesses imobiliários....Nem sei que diga.
José Pedro disse…
Mais uma vez, ao que tudo indica, os nebulosos interesses imobiliários movimentam-se sem qualquer respeito pelo trabalho que muitos, de forma desinteressada, vão desenvolvendo em prol do jovens e do desporto da cidade.
Quem irá responder perante todos eles se ficarem sem mais um espaço para praticarem as modalidades de que tanto gostam e os retira dos perigos de rua a que todos os dias são sujeitos?
Será que o Sr. Vereador estará interessado em se informar sobre esta realidade e, mais importante, será capaz de dar uma reposta cabal sobre esta tão delicada temática?
e-pá! disse…
CE:

A rota preferencial das Câmaras (não só a CMC) é ajoelharem-se aos pés dos poderosos e incontrolados interesses imobiliários.
Enquanto não se encontram (ou promulgam) mecanismos democráticos que inviabilizem esta desastrada e poluente rota é necessário levar estas questões para ambientes mais abertos e arejados - as Assembleias Municipais. Excluí-las do remanso dos gabinetes executivos onde é possível concertar todo o tipo de iniquidades.
Anónimo disse…
Que dizer desde vergonhoso post?
Mais um que arranjou um belo tacho onde ganha bem, e não faz a ponta de um corno. E existem pessoas que trabalham e não ganham nada.
É UMA VERGONHA ESTE POST, NÃO SÓ PARA A PT COMO PARA TODO O DESPORTO DE COIMBRA. SINCERAMENTE ESPERO UMA ATITUDE POR PARTE DA DIRECÇÃO DO CLUBE.
Anónimo disse…
Só mais uma coisa, se calhar este senhor prefere que os jovens andem aí na droga e a fazer asneiras do que a praticar desporto.
Para quando a criação de espaços desportivos gratuitos?

Mensagens populares deste blogue

Goldman Sachs, política e terrorismo financeiro

Miranda do Corvo, 11 de setembro

Maria Luís e a falta de vergonha desta direita