Falsas confissões

O órgão oficial do Vaticano, «L'Osservatore romano», classificou ontem como «ultraje ao sentimento religioso» a reportagem publicada na revista italiana «L'Espresso» com as respostas de sacerdotes a falsas confissões sobre temas éticos e sociais da actualidade.

A diversidade das respostas às perguntas feitas nas «confissões» dos jornalistas sobre assuntos como o preservativo, a SIDA, a homossexualidade e as células embrionárias provaram que a ICAR tem uma moral plural, mesmo a nível italiano.

A diversidade das respostas dos padres, nos confessionários, não seria motivo de preocupação, mas a sua publicação deixou o Vaticano numa posição desconfortável.

Comentários

Manuel Norberto Baptista Forte disse…
Não será que estaremos perante mais um facto de uma das várias sociedades secretas existentes ?.

Mensagens populares deste blogue

O último pio das aves que já não levantam voo

Cavaco Silva, paladino da liberdade

Efeméride – 30 de outubro de 1975