Falsas confissões

O órgão oficial do Vaticano, «L'Osservatore romano», classificou ontem como «ultraje ao sentimento religioso» a reportagem publicada na revista italiana «L'Espresso» com as respostas de sacerdotes a falsas confissões sobre temas éticos e sociais da actualidade.

A diversidade das respostas às perguntas feitas nas «confissões» dos jornalistas sobre assuntos como o preservativo, a SIDA, a homossexualidade e as células embrionárias provaram que a ICAR tem uma moral plural, mesmo a nível italiano.

A diversidade das respostas dos padres, nos confessionários, não seria motivo de preocupação, mas a sua publicação deixou o Vaticano numa posição desconfortável.

Comentários

Manuel Norberto Baptista Forte disse…
Não será que estaremos perante mais um facto de uma das várias sociedades secretas existentes ?.

Mensagens populares deste blogue

Goldman Sachs, política e terrorismo financeiro

Miranda do Corvo, 11 de setembro

Maria Luís e a falta de vergonha desta direita