Momento de poesia



Dissertação sobre as teofanias

Hoje é o dia em que não acredito
em qualquer teofania
porque os deuses se zangaram
uns com os outros
e baralharam todas as palavras sagradas
e os crentes, desorientados,
enganaram-se nas orações
e nas preces
entraram pelas portas erradas
dos templos
e já não distinguem entre si
os fiéis dos infiéis
os puros dos impuros
nem tão pouco já sabem,
o que é mais grave,
separar o pecado da virtude.

Alexandre de Castro - Lisboa, Julho de 2007

Comentários

Aurea disse…
Há muito tempo que os deuses se zangaram e se é pecado ou virtude...depende de quem o interpreta. O principal é acreditarmos em nós próprios. Obrigada mais uma vez pelo excelente poema Alexandre-Parabéns.

Mensagens populares deste blogue

Os incêndios e a chantagem ao Governo

Vasco Graça Moura