Rufam tambores de guerra

A França lançou uma ofensiva diplomática para fazer o Irão ceder quanto ao seu programa nuclear, suscitando hoje uma viva reacção de Teerão, mas também críticas de alguns dos seus parceiros e da AIEA por ter evocado um risco de «guerra».

Comentários

Anónimo disse…
E viva Sarkosete e o ministro Kouchner que virou a casaca e vai mais dois bushistas autênticos.
Manel disse…
Há algumas semelhanças em alguns políticos europeus actuais e recentes: Sarkozi, Durão, Blair...
Reconheço que não as aprecio.
e-pá! disse…
Sem querer fazer comparações despropositadas, ou historicamente deslocadas, aparentemente, começa a desenhar-se, no Mundo, um novos "eixos"...
Em meados do século passado eram as "Forças do Eixo", depois "o Eixo do Mal", ...
Não esquecendo outros "eixos", como por exemplo, o do petróleo, do nuclear, etc...

É conveniente mantemos viva, e saber tirar ilações, destas nefastas experiências.
Anónimo disse…
Para mim a alegada ameaça da guerra foi arrancada a ferros pelo jornalista francês ao seu despreparado entrevistado (não me recordo o nome) depois de questioná-lo varias vezes ".....mas então o que farão se Teerão não ligar patavina a essa lista de boas intenções???"

Mensagens populares deste blogue

Os incêndios e a chantagem ao Governo

Vasco Graça Moura