Portugal - Vitória da PJ


O Ministério Público (MP) acusou 36 elementos do Capítulo Português da organização de extrema-direita violenta Hammerskin Nation, pela prática reiterada de crimes de descriminação racial e outras infracções criminais conexas, na sequência de uma investigação da Polícia Judiciária (PJ).

A PJ especifica, em comunicado divulgado esta terça-feira, que "o MP deduziu acusação contra 12 membros efectivos e 24 activistas do Capítulo Português da organização de extrema-direita violenta Hammerskin Nation - vulgarmente conhecido por Portugal Hammerskins - todos afectos ao movimento skinhead".

Comentários

Anónimo disse…
...e da investigação Criminal Portuguesa.
Temos Investigadores que em NADA ficam a dever a muitos estrangeiros, que por qualquer motivo botam palavra. O que diferencia os investigadores Portugueses dos estrangeiros, é a falta de meios dos primeiros, e alguma falta de formação contínua.
Quanto a mim, uma das apostas Governativas sérias e até prioritárias que devíamos ter em Portugal, era no capítulo da Segurança; quem não deve, não teme. Sempre ouvi dizer.
Carim Vali disse…
Para Pacheco Pereira estes "meninos" são presos políticos, perseguidos por delito de opinião num sistema não liberal, que não permite a liberdade de preconceito e que penaliza os coitados activistas que incitam ao ódio racial. Que heresia!
Anónimo disse…
Caro CV:

Às vezes o Pacheco Pereira é exótico.

Apreciemos-lhe a sua imensa cultura, inteligência e o passado de lutador anti-fascista.

Apesar de tudo, fazem-nos falta homens com a sua capacidade de remar contra a maré.
e-pá! disse…
Finalmente, com a nova direcção da PGR, acho que a extrema-direita, xenofoba, racista, trauliteira, etc., deixa de poder dormir descansada, neste País.

Um serviço à democracia, um valoroso préstimo à segurança dos cidadãos.

Claro que da parte destes "hammerskins" vai haver todo o tipo de insinuações e demagogias acerca do uso (e abuso) das liberdades democráticas.
Vão acabar por dizer que estão (ou estiveram) em Portugal, para ouvir fado.
...E nós "acreditamos".
E, JPP... também!

Mensagens populares deste blogue

Cavaco Silva – O bilioso de Boliqueime

Tunísia – Caminho da democracia ou cemitério da laicidade ?