Quadrilhas...

Dez (10!) cidadãos foram constituídos arguidos sob a acusação de lesarem, em proveito próprio, a Câmara Municipal de Celorico da Beira.
Segundo a investigação, cujo processo está neste momento nas mãos do MP para acusação, e está relacionado com pagamentos indevidos de ajudas de custo.

Tão elevado número de arguidos pertencentes à mesma edilidade fez-me recordar notícias que frequentemente são transmitidas no Brasil, relativamente a crimes envolvendo múltiplas pessoas. E esta transposição para as Terras de Vera Cruz recordou-me o “estilo” dessas notícias.

Os funcionários municipais estão indiciados por terem cometido o crime de peculato.
Desconheço – por falta de formação jurídica – o Código Penal português.

No Brasil seria, estou certo, diferente. Primeiro, o estardalhaço mediático seria mais estridente. Depois, para além da acusação de peculato, este grupo de presumíveis prevaricadores seriam acusados do crime de “formação de quadrilha”.
Sempre achei bizarra esta designação para caracterizar um “bando”. Mas tenho de reconhecer que, o termo - dentro das virtualidades e especificidade do português falado no Brasil - é sugestivo.

A confirmarem-se as propostas de acusações os 10 funcionários municipais da Câmara Municipal de Celorico da Beira, “aquadrilharam-se”!

Comentários

Temos uma quadrilha em Celorico que não tem vergonha de ameaçar de agressões físicas um vereador eleito pelo povo... quando este apenas pede que lhe respondam as perguntas normais e que apenas quer o bem para o conselho!!!
QUADRILHA VERGONHOSA!!!

Mensagens populares deste blogue

Cavaco Silva – O bilioso de Boliqueime

Tunísia – Caminho da democracia ou cemitério da laicidade ?