AFINSA – Burla de 1750 milhões de euros

É ainda cedo para avaliar as consequências das burlas protagonizadas pelas empresas Afinsa e Fórum Filatélico e já é tarde para serem ressarcidos 12 mil portugueses e 350 mil espanhóis que investiram em selos.

Os aforradores foram vítimas da ganância ou ingenuidade que os levou a confiar em empresas agora acusadas de evasão fiscal e burla.

1750 milhões de euros!!! Eis uma D. Branca à escala ibérica, com calças, diploma de Engenheiro e nacionalidade portuguesa, um caso de orgulho patriótico desfeito pelas autoridades espanholas ao encerrarem as respectivas sedes, em Madrid, e as delegações espalhadas por Espanha.

Após o congelamento das contas bancárias das empresas, na sequência da revista aos domicílios de alguns administradores, foram encontrados pela polícia 10 milhões de euros, em dinheiro, escondidos em dois buracos – um rombo na credibilidade da gestão a fazer prever o pior para os investidores.

Martins da Cruz (na foto), ex-embaixador em Madrid e ex-ministro dos Negócios Estrangeiros de Portugal, amigo pessoal do Eng.º Albertino de Figueiredo, dono das empresas, faz parte da administração do grupo Escala, detido a 70% pela Afinsa.

Estava, na qualidade de consultor, encarregue da estratégia de internacionalização da empresa, objectivo a que as autoridades policiais puseram termo.

Fonte: Diário de Notícias (Economia) - hoje.

Comentários

UFO disse…
Pelo meio houve atribuição de comendas e tudo! Os farsantes raramente resistem à vocação. E dão deixas uns aos outros, quando dispõem de palco.
e-pá! disse…
A responsável em Portugal pela AFINSA foi ontem convidada por uma das Tv's nacionais onde se esforçou no sentido de sossegar os "investidores".
Tarefa difícil apesar do bom desempenho televisivo.
O que me espanta, no meio disto tudo, é que qualquer que seja a investigação que se faça, os "investigados" são logo mediatizados e tem tempo de antena (de sobra) para exporem e repisarem a sua posição e sistematicamente a sua presumível inocência. Os investigadores emitem comunicados oficiais e encaminham os presumíveis prevaricadores para os tribunais.
Agora, com a intromissão do Martins Cruz nestes "negócios" é melhor os "investidores" porem-se a pau.
Vimos como este Senhor actuou no caso da cunha da filha. Além de ter "enterrado" sumariamente um colega de governo, na mesma altura, meteu os pés pelas mãos e tentou ingloriamente negar as evidências.
Portanto é de esperar novas performances do Sr. Martins Cruz!

Vamos esperar para ver.
Mano 69 disse…
Que riqueza de opiniões quer do articulista quer dos que articulam baboseiras.
Uns verdadeiros defensores do direito que rapidamente matam e enterram o corpo do delito.
Bem ajam!
Martins da Cruz é um homem ernesto com provas dadas.

Quando cheira está por perto.

Até a cola.

Também está nos selos.
Camisa Azul disse…
Não é este o ex-ministro que arranjou uma cunha para a filha entrar na Faculdade?
FONSECAeCOSTA disse…
Mano 69 (salvo seja !)
Articulas ai´,ao que parece, umas criticas ao postador do comentario e ao sentido geral dos comenta´rios
adjacentes...mas sem nexo, sem for-ma e sem conteudo!Isso nao eh nada!
Desenducha, troca isso por miudos.
FALAR CLARO E MIJAR DIREITO , porra!
e-pá! disse…
Mano 69

Já sabemos que quer invocar a presunção da inocência. Estamos de acordo. Por isso vamos esperar.

Agora, confundir os comentários como posturas que "rapidamente matam e enterram o corpo do delito" é a condenação (formal) da livre opinião e uma profunda repulsa pelas análises prévias das situações que profanam (e incomodam)este País.

Quem anda a matar a sua reputação
e a enterrar a sua respeitabilidade é o ex-ministro,e não os postadores e/ou comentadores.

Matins da Cruz é um homem público, logo, exposto à opinião (pública) que se enterra pelas suas próprias mãos. Ou pelas embrulhadas onde se mete.

Mas, democraticamente, vamos esperar que se investigue.
jagudi disse…
Ou vamos apenas esperar, como é costume, que esta canalhice deixe de ser falada e fique no sono dos justos, porque uma nova canalhice entrou na ordem do dia e ocupou as atenções?!
Alberto Berta disse…
Em Espanha já existe um blog para a defesa dos afectados (www.afectadosforum.com) e o jornal El Mundo tem um guia (http://www.elmundo.es/mundodinero/2006/05/10/economia/1147256648.html#mapa)
E em Portugal? Os afectados têm vergonha que se descubra que afinal a sua "esperteza" foi desmascarada ou vão ser "crescidinhos" e agir como em espanha?
Mano 69 disse…
“Será a estupidez tangível?”

Caro FonsecaeCosta (cineasta salvo seja!)
No articular coisas sem nexo é que está o ganho. Eu só sigo a “moda” do articulista e apaniguados dado que o substrato da posta é, ou tem como fim único, acertar o passo (salvo seja) ao ex-embaixador e família. Assim, o nexo nunca pode ser causal no sentido de trazer algo de novo permanecendo a forma sem conteúdo. Confuso? Não? Então siga para bingo.
Mais a mais não me apetece desembuchar, não porque esteja embuchado consigo e/ou com o Carlos Esperança mas por que a miudeza da posta em questão é simplesmente confrangedora na sua essência.
Quanto ao «mijar direito», sic, será que você se está a referir à velha máxima portuguesa que refere que “quando mija um português, mijam logo dois ou três”?


N.B.: Para a próxima e em vez de “porra” diga antes arroz, dado que tem também dois “r” e alimenta! …





Chegou até aqui? Então pode gritar BINGO e entrementes dizer para os seus botões… o gajo está é a gozar comigo! Arroz!
Anónimo disse…
What a great site
»

Mensagens populares deste blogue

Goldman Sachs, política e terrorismo financeiro

Miranda do Corvo, 11 de setembro

Maria Luís e a falta de vergonha desta direita