Sindicato racista



O racismo e a xenofofia são sentimentos pusilânimes que se exacerbam em períodos de crise. O combate a tais sentimentos é uma tarefa cívica que exige o empenhamento colectivo.

Surpreendente é que tais preconceitos possam ser divulgados e defendidos por sindicalistas... da PSP.

O presidente do SPP/PSP, António Ramos afirmou que «o aumento da criminalidade em Portugal se deu com a abertura das fronteiras» e o secretário-geral do sindicato, Luís Figueira foi ainda mais longe na calúnia, irresponsabilidade e boçalidade ao afirmar que «antes de haver imigrantes brasileiros não havia assaltos nos semáforos».

Com dirigentes sindicais destes...

Comentários

Anónimo disse…
Não será já altura de deixarmos de ser "politicamente correctos" e passarmos a ser realistas ?! É patético não se poder dizer a verdade só por que são estrangeiros. É um terrível índice do nosso provincianismo. Não é aqui que está a xenofobia. A complacência com tudo e todos foi um terrível erro da democracia portuguesa.
FONSECAeCOSTA disse…
AO WEBMASTER DO BLOG
É tempo de acabar com os“anónimos” e com aqueles que se identificam atrás de siglas indecifráveis. O ADMINISTRADOR DO BLOG AO ELIMINAR TODAS ESSAS INTERVENÇÕES está a cometer um acto de liberdade, que só beneficia e eleva a qualidade do PONTE EUROPA.
Se é por medo que comprem um cão, mas as mais das vezes é porque há telhados de vidro e há cobardia em assumir a responsabilidade do que se diz ou insinua. É para atirar a pedra a esconder a mão, é para ca- luniar, insinuar ou atacar sem dar a cara. Quem não tem “tomates” pa- ra dar a cara, faça diários...
Anónimo disse…
Não sei se reacções deste tipo terão por base sentimentos claros de racismo. O que elas são, sem dúvida, é exaltadas e duras ao ouvido.
As posições do SPP são normalmente ditadas por um radicalismo e uma truculência que outros sindicatos da PSP não utilizam. Mas, enfim, a cada um deles é que compete definir a posição de tiro que consideram mais adequada.
A PSP é uma profissão/actividade que vive sistematicamente emparedada entre realidades paradoxais. Um agravamento claro da criminalidade e da violência social, que usa meios cada vez mais sofisticados e descarados; e uma escassez e penúria de meios, cuja inferioridade acentua sentimentos de frustração nos agentes. A acrescentar a isso há o estranho modo como todos os governos (e a própria lei) têm continuadamente permitido a degradação da figura do agente da autoridade, retirando-lhe a própria autoridade.
No limite, a actuação mais avisada dum polícia, numa situação social anormal, é muitas vezes fechar os olhos e dobrar a esquina. E é muitas vezes o que eles fazem!
Acho que a sociedade tem desarmado os agentes da autoridade,sem ter consciência dos amargos de boca que isso pode trazer.
Temos entre nós 500 mil imigrantes, será? E nem todos são gente que vai a pé a Fátima. Nas condições económicas que são conhecidas, não é irracional pensar que com eles aumentou a criminalidade, vieram as mafias, etc.
Entre nós teve sempre, e tem, um preço elevado pôr os nomes aos bois, e o comentário anterior tem razão quando fala do 'politimente correcto'. Parece-me exagerada a berraria que os 'responsáveis' pela PSP estão a fazer, e desadequadas as ameaças de castigo e punição dos ´polícias xenófobos'. Tipos desses há na América, em Portugal acho que não. Por enquanto. Mas há duas profissões que eu não queria ter: polícia e professor. Por razões semelhantes.
Anónimo disse…
Aplauso para a sugestão de fonsecaecosta!
Anónimo disse…
Mas isso reduzirá muito o número de comentários!
Anónimo disse…
Não será já altura de deixarmos de ser "politicamente correctos" e passarmos a ser realistas ?!

RESPOSTA: A afirmação, em relação aos brasileiros, é falsa, injusta e primária.

Os dados disponíveis, como já foi revelado, provaram a falsidade da afirmação.

Tratou-se de mera calúnia por quem devia ter algum discernimento e bom senso.

É pena que fique impune tão alarve manifestação de racismo.

Todos sabemos que o gestor da TAP não faz assaltos nos semáforos mas sabemos que os pobres praticam mais crimes do que os ricos ou, pelo menos, são mais vezes condenados.
Vítor Ramalho disse…
Já não se pode dizer a verdade neste país.
Vão ao site dos S. Prisionais, 30% dos presos são estrangeiros.
Anónimo disse…
Ui ui ui ... parece que continuamos a sofrer do complexo "telenovela" ... Brasileiros ? Credo ! São fantásticos ! É evidente que há de tudo, mas será que temos que alinhar pela cartilha (patética) do BE, em que tudo que é estrangeiro é desgraçadinho ? Por favor ... sabemos que têm vindo aos magotes para serem explorados, que pelo meio tem chegado imensa escumalha (especialmente brasileira), mas dizer isto é xenofobia !!! Desculpem, não pode ser xenofobia dizer a verdade ... a não ser que estejamos "cegos" por uma Claudjinha, ilegal, numa casa de alterne !!!
Anónimo disse…
Super color scheme, I like it! Keep up the good work. Thanks for sharing this wonderful site with us.
»
Anónimo disse…
Very nice site! »

Mensagens populares deste blogue

Insurreição judicial

Cavaco Silva – O bilioso de Boliqueime