É preciso topete…

Ver Mota Soares a acusar o PS de ter rompido unilateralmente um acordo que só trazia a salvação da coligação que Gaspar, primeiro, e Portas, de forma irrevogável, se tinham encarregado de desfazer, com o brinde suplementar de branquear a reputação do PR, foi um espetáculo circense onde se adivinhavam, nos bastidores, músicos, contorcionistas, palhaços e malabaristas na companhia de animais amestrados.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Cavaco Silva – O bilioso de Boliqueime