Gato escondido, incluindo o rabo

O PR, arrependido ou envergonhado do seu Governo, ridicularizado por alguns dos seus ministros, ou lhe deu aval para a remodelação de Portas e, depois, num ato de vingança, a recusou, ou não deu aval mas esperou em silêncio que a dupla Portas/Coelho desse os negócios por terminados e os anunciasse em público, para lhes dar com a porta na cara.

Fosse como fosse, o PR tomou a decisão irrevogável de não tomar decisão alguma e, na doce ilusão de salvar a face, quis entregar ao PS a reparação do seu Governo com peças ferrugentas e engrenagens gripadas. Enfim, exigiu-lhe, depois de o ter ignorado, que lhe embalsamasse o cadáver.

O comunicado da PR sobre a audiência que Cavaco concedeu ao PSD, ao CDS e ao PS (sem se perceber porque excluiu o PCP e o BE) afirma no ponto n.º 2 que os referidos partidos «manifestaram a disponibilidade para iniciarem, o mais brevemente possível, conversações com vista a um compromisso de salvação nacional…», atitude contrária à reiterada afirmação pública do PS de exigir que o PCP e o BE fossem ouvidos e de que não haveria compromissos sem eleições.

Ou o PR, mais uma vez, vem explicar o que quis dizer com o comunicado, ou se cala à espera de que o PS o desminta, ou Seguro terá de explicar o que o levou a sacrificar a reputação, à semelhança de Paulo Portas, e acabará a citar Sá Carneiro.


Todos sabemos que a clareza não é uma virtude do PR. Falta saber se a coerência é uma virtude de Seguro.   

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Cavaco Silva – O bilioso de Boliqueime