Passos Coelho: a patética aleivosia de hoje…


Passos Coelho: Paulo Portas será vice-primeiro-ministro e negociará com a troika e reforma do Estado”… link

Perante a profunda crise política (situação que Passos Coelho em todas as aparições públicas sempre tentou escamotear) e no seguimento de variadíssimas peripécias negociais que os dois líderes partidários da coligação governamental têm protagonizado, o primeiro-ministro deslocou-se várias vezes a Belém para propor ao Presidente da República ‘soluções’ que lhe permitissem continuar a governar.
A última dessas deslocações ocorreu ontem link e a análise do seu mérito ficou nas mãos de Cavaco Silva. É de supor – vamos ser formais - que as mesmas estejam a ser objecto de cuidada ponderação. Entretanto é do conhecimento público que o presidente da República marcou para o início da próxima semana um carrossel de audições que passa pelos partidos políticos com assento na AR e parceiros sociais.

Era, portanto, de supor que a crise estivesse numa fase de incubação. Eis senão quando que Passos Coelho, na qualidade de presidente do PSD, faz hoje nova comunicação ao País. E não se fica por menos: na prática demite-se e nomeia o presidente do CDS/PP para o cargo vacante sob a designação de vice-primeiro-ministro. De uma assentada faz duas coisas 'extraordinárias': manda nova mensagem para Belém mostrando estar possuído de uma total irresponsabilidade e simultaneamente parece querer usurpar a competência presidencial quanto à nomeação dos membros do Governo da República.

Se a última semana – desde a demissão do ex-ministro Gaspar – trouxe para a ribalta pública, da parte de um Governo agonizante e em desagregação, tudo o que há de pior na política, o remate de hoje deveria ser mais do que suficiente para o Presidente, de imediato, encerrar o caso com a dissolução da AR e a convocação de eleições.

Não esperando nada de Belém julgo que este dia acrescenta mais um achincalho a uma instituição da República – exactamente aquela que compete zelar pelo seu bom funcionamento institucional – que, para nossa vergonha, corre o risco de passar em branco.

Comentários

Manuel Galvão disse…
Força paulinho, já falta pouco para ires a 1º ministro!

Mensagens populares deste blogue

Cavaco Silva – O bilioso de Boliqueime