Legal, é. Mas é correcto?

(...)

Tenho também uma pergunta para Paulo Rangel, o cabeça de lista do PSD. Foi notícia ele ter suspendido o mandato em 2007 e 2008, durante meses (tendo continuado a trabalhar como jurista), mas ter voltado sempre na véspera das férias, para receber o ordenado quando o Parlamento estava parado. Evidentemente, isto é legal.

Ferreira Fernandes

Nota: As críticas a Elisa Ferreira e Ana Gomes podem ser lidas no link mas parece-me que há diferenças entre opções políticas e oportunismo.

Comentários

Pode ser (infelizmente) que seja legal, mas não é correcto, nem honesto,nem próprio de uma pessoa com sentido de Estado; é próprio de um videirinho, de um oportunista, de uma pessoa que se serve do Estado em vez de o servir.
Por este comportamento se pode avaliar o carácter e as intenções do personagem, e o que dele se pode esperar.
e-pá! disse…
Bem.
Toda a gente já "topou" que o Dr. Paulo Rangel aparece em cena como o novo "chico esperto" da camarilha PSD.

Para a maioria dos portugueses essa atitude não passa de uma variante de esperteza.
Que o povo chama de saloia...

Mensagens populares deste blogue

Cavaco Silva – O bilioso de Boliqueime