Momento de poesia

Dissertação sobre o Santo Ofício



Nenhuma imagem é perfeita

nenhuma imagem envelhece o tempo

se não for purificada pelo fogo,

Roma ficou a arder

ao longo de dias e de noites

para que Nero se masturbasse

ao som da lira

também os severos inquisidores

e os tentaculares poderes seculares

ergueram os patíbulos do Santo Ofício

na praça pública, para gáudio da populaça,

e purificaram hereges, cristãos-novos e ateus,

com o incenso dos fumos da palha seca

para iluminar os longos braços de Deus.

Alexandre de Castro

Comentários

Julio disse…
E alertemos que as mesmas leis canônicas de Trento e sua truculência que perpetuaram os horrores selvagens da fé cristã ainda permanecem catalogados no mesmo canhanho que o papa guarda bem à mão na primeira gaveta da sua escrivaninha...
A Inquisição nunca acabou.

Mensagens populares deste blogue

Insurreição judicial

Cavaco Silva – O bilioso de Boliqueime