Um exemplo de cidadania. Uma lição de democracia



Jorge Sampaio deixou de ser Presidente da República há dez meses, mas este domingo voltou a ser notícia por ser presidente de uma mesa de voto e até deu uma entrevista à cadeia de televisão Al-Jazira.

Comentários

e-pá! disse…
E observando um dever cívico básico, enquanto cidadão livre e participativo - não lhe caíram os parentes na lama...

Há, de facto, pessoas que são estruturalmente democráticas.

Devo confessar que, durante os mandatos de J Sampaio como PR, senti-me absolutamente tranquilo em relação ao escrupuloso respeito pelos direitos fundamentais do Homem, neste País.

E fico-me por aqui.
Anónimo disse…
EXEMPLO DE CIDADANIA.

O Dr. Jorge Sampaio entrou no clube do nacional porreirismo e com ele o País não evoluiu nada.

Era só o que faltava que surgisse na Presidência para não respeitar os direitos fundamentais do homem.

O Dr. Sampaio respeitou-os, é certo, mas não trouxe solidez ao País.

E agora enquanto cidadão livre e participativo deveria ter aparecido na imprensa e pedir explicações ao Sócrates porque razão está a por em prática na governação do país, um programa que não foi a votos.

Eu e muitos portugueses fomos prejudicados com isso.

O Dr. Jorge Sampaio não foi solidário com os mais desfavorecidos. Apeetcia-me dizer que traíu.

Bento de Brinches.
To Soares disse…
Como diria José Hermano Saraiva " a politica é a unica maneira de o homem ir longe sem saber fazer nada", é o caso de Jorge Sampaio. Mas que honra dar uma entrevista para a Aljazira!!??? realmente anda tudo ao contrario
To Soares:

Tem direito a pensar o que pensa, mas foi injusto com Jorge Sampaio.

1 - Aos 21 anos foi o presidente do organismo que tutelava todas as Ass. de Estudantes das Universidades portuguesas;

2 - Foi dos mais brilhantes advogados do País;

3 - Foi um excelente presidente da Câmara de Lisboa;

4 - Honrou o cargo de presidente da República que serviu com notável isenção e inteligência.

Respeitar quem serviu Portugal, de forma notável, e continua a servi-lo pelo seu exemplo cívico e democrático, é um dever patriótico.
Manuel Norberto Baptista Forte disse…
Nunca duvidei apesar das suas muitas "gaffes", ele fosse um exemplo de cidadania.
Assim, mesmo apesar de não o situar na minha àrea de votação partidária, reconheço-lhe todos os méritos face ao que ... temos.
Anónimo disse…
Ao Carlos Esperança.

Peço-lhe a si e ao Tó Soares desculpa por vir meter a foice na vossa seara. Mas, analisando o que diz, nos pontos

1) - Foi em proveito próprio; O País nada beneficiou.

2) – Idem

3) Não duvido, mas não deixou princípios. A Câmara de Lisboa hoje está mal.

4) Honrou o cargo de Presidente da República sim senhor. Isenção e inteligência, OK. E o Pais o que é que ganhou? Estabilidade? È curto. O Cavaco já pediu resultados. E o nosso Jorge, exigiu alguma coisa? Que eu saiba não.

Senhor Carlos Esperança, não venho colocar em questão a cultura e a luta pela Liberdade do Dr. Jorge Sampaio. Como socialista que diz ser, deveria ter em conta a razoável distribuição da riqueza e imprimir um ritmo socialista ao PAÍS. O que aconteceu foi que os BANCOS e SEGURADORAS se encheram ainda mais
Obras?.... onde estão?...

Zéze.
Zéze:

É o seu ponto de vista.

É a vantagem da democracia - o pluralismo -, e só tenho que me regozijar com um regime que deixa em aberto, segundo a vontade do eleitorado, as várias opções económicas.

E o Dr. Jorge Sampaio não é culpado das injustiças sociais.
Pessoalmente também não estou feliz com as disparidades económicas entre portugueses. Mas não aceito déspotas iluminados.
e-pá! disse…
Peço, também, desculpa por me intrometer...

O Dr. Jorge Sampaio não exerceu funções executivas, nem sequer cooperações estratégicas...

Foi PR e, enquanto tal, o garante das liberdades e garantias constitucionais.
Nesta função, teve sempre a minha absoluta confiança. É um democrata sólido, integro, dialogante e culto.
Jorge Sampaio é exemplo de cidadania, e não só, em Portugal.

De um dos advogados de barra (de tribunal) dos mais bem pagos em Portugal, fez da sua vida um exemplo de luta - primeiro, pela liberdade e depois pela cidadania.

Para mim é exemplo e farol.

Saindo do mais alto cargo, para exercer no terreno um lugar de Presidente de uma mesa de voto, é mais uma vez um exemplo de humildade democrática, que deve fazer com que pensemos.

Fazer-nos pensar já é muito bom !
Anónimo disse…
Excelentíssimo Cardeal Patriarca.

E diz o senhor acerca do Dr. Sampaio: "Saindo do mais alto cargo, para exercer no terreno um lugar de Presidente de uma mesa de voto, é mais uma vez um exemplo de humildade democrática, que deve fazer com que pensemos.Fazer-nos pensar já é muito bom".

Eu acrescentar-lhe-ei que o Dr. Sampaio, poucos dias depois de abandonar a Presidência, foi visto na companhia da esposa, a comer umas boas lagostas na Cervejaria Trindade em Lisboa. Qual é o problema disso? É igual a estar como presidente da mesa de voto. Problema NENHUM.

Uma vez que o senhor diz "que fazer pensar é bom," no que eu estou totalmente de acordo, mas não é o suficiente para vislumbrar mais valias efectivas para o País, resultante da competência a todos os níveis do Dr. SAMPAIO que não vou discutir.

Pelos vistos o senhor pensou. Então, diga-me lá: contributos eefctivos do Dr. Sampaio para o País. QUAIS?

Zéze
Diabo de Saias disse…
Zeze

Os seus ídolos pagam para ser os melhores do século XXI - sendo que provavelmente - não é preciso pensar muito - estes ainda estão para nascer.

Sabe, eu só sou a favor da Igualdade de oportunidades: de facto, não somos todos iguais.

Os meus ídolos são o que são !

Se quizer leia esta peça:


From Wikipedia, the free encyclopedia

The American Biographical Institute is a United States based company based in North Carolina that professes to gather biographical information about people based on their achievements. It is however a form of vanity press that includes people's names in its publications both free and for a fee.

Their website claims that it is: One of the world’s leading biographical reference publishers and authorities on global contemporary achievement. Founded in 1967, the Institute has exposed the biographies of outstanding men and women, the world over, in more than 150 separate reference volumes. During its nearly forty-year history, the ABI has recognized the deeds of outstanding men and women through the acknowledgement of professional documentation, and the tradition of biographical research and record. [3]

Despite stating clearly that Inclusion in an ABI reference title is based on personal achievement alone and is not available for purchase, [4] the company operates by writing to individuals who have been cited elsewhere and invites them to be included for a fee. Those who pay the fee receive a large and detailed entry whilst those who do not receive a small entry. In addition to compiling biographical entries, the Institute is perhaps best known for selling a range of titles and certificates. [1]
e-pá! disse…
Zeze:

Jorge Sampaio influenciou, durante 7 anos (de 1997 a 2004) o Cardeal Patriarca no sentido de convencer o Papa a recebê-lo, acompanhado de Maria Rita. Um presidente divorciado, laico e socialista. Sucedeu a 13.11.2004.

Depois disto, ainda pergunta ao Eminentíssimo Cardeal quais "os contributos eefctivos do Dr. Sampaio para o País".
Desculpe, mas isso não lembra ao diabo!
Anónimo disse…
Jorge Sampaio é um cidadão comum. Demasiado comum. Em democracia até é bonito saber que as pessoas comuns podem ocupar altos cargos e voltar ao mesmo estatuto. Sem dúvida. O problema é que fica dos seus mandatos a ideia geral de que não serviu para nada. A não ser para demitir o Santana Lopes, dando uma machadada no sistema de que só adiante se verão os tristes resultados.
E este país não tem tempo nem dinheiro para desperdiçar anos a praticar "democracia popular". Tem que trabalhar e produzir, em suma, andar para frente.
Com Jorge Sampaio, tem-se a sensação que não fez uma coisa nem outra, parou no tempo.
Uma figurinha de roda-pé na nossa história.
Ó anónimo - esqueceu-se do ZeZe
Anónimo disse…
Caro Cardeal.

Qual é o problema do ZÉZÉ? Seja claro, homem, a ver se nos entendemos até porque o senhor Carlos Esperança não nos limita o espaço.

Ainda acerca da sua opinião sobre o Dr. SAMPAIO "Saindo do mais alto cargo, para exercer no terreno um lugar de Presidente de uma mesa de voto, é mais uma vez um exemplo de humildade democrática, que deve fazer com que pensemos..." disseram-me hoje que este cargo é remunerado. Será? Se sim, em minha opinião, este ocupar de um lugar de Presidente da mesa de voto, não favorece nada a personalidade do Dr. SAMPIO. Concorda?...

Zézé.
Carlos Esperança disse…
Zézé:

De facto os membros de mesas eleitorais passaram a ser remunerados.

Mas não faça a ofensa a JS de julgar que aceitaria ficar com o dinheiro ou pensar que ele foi ganhar o dia.
Anónimo disse…
Exmo Senhor Carlos Esperança.

Pelo enorme respeito e consideração que o Senhor e o Ponte Europa me merecem, peço-lhe que acredite, que nunca foi nem virá a ser minha intenção, ofender a dignidade do Dr. Jorge Sampaio, pessoa que tem toda a minha consideração, apesar de nem sempre estar de acordo com as suas posições.

Apresento-lhe os meus cumprimentos.

Zézé.











Mas não faça a ofensa a JS de julgar que aceitaria ficar com o dinheiro ou pensar que ele foi ganhar o dia.

Mensagens populares deste blogue

Os incêndios e a chantagem ao Governo

Vasco Graça Moura