Sorte a dele... (2)

Um mês após ser eleito líder do PSD, Luís Filipe Menezes não é reconhecido como tal por grande parte dos eleitores.

Comentário: Não admira, pois, que as sondagens lhe sejam tão favoráveis.

Comentários

e-pá! disse…
As sondagens referidas refletem outro assunto e são, para a nova direcção do PSD, a baseline de partida para 2009. É, portanto, fazer o trabalho de casa a partir dos primórdios do exercício de funções.

O que é relevante nesta sondagem é a descida de 5 pontos do PS, onde nada de novo ocorreu e apesar do êxito da presidencia europeia.
Inexorável desgaste interno?
Anónimo disse…
Em contrapartida, o povo conhece Sócrates e dá-lhe a importância que ele merece...melhor, Louçã e o líder do PCP.
jrd disse…
A subida do PSD era mais do que previsível e a lógica, que não a percentagem, não difere muito das subidas que, em situação semelhante, o PS teve quando era oposição.
O que ainda surpreende é como o PS não desce mais, nomeadamente se considerarmos a sua politica na área da saúde, que é um autêntico insulto à maioria da população que nele votou.
Anónimo disse…
A sondagem do CM é totalmente falaciosa, na verdade a % das perguntas não sabe, não responde é que é de cerca de 43%.
Por exemplo na pergunta da marketes LFM vs MM, quem é melhor para líder do PSD 20% das pessoas ficam no não sabe/não responde (as outras opções são igual/melhor/pior).
Ou seja, podemos sempre contar cm 20% dos que respondem a sondagens para desligar o telfone na cara do entrevistador.
Isto muda os números, se descontarmos este efeito daqueles que se alheiam das sondagens (e são usualmente 20%), temos que só 23% não sabem, ou seja em 80%, 53% sabem que LFM é o líder, e 5/8 são 65% das pessoas que se interessam e 2/8, 25% não sabem.
Desta forma os números mudam, não é?
Anónimo disse…
O Esperança anda a aprender com o seu mestre Sócrates... Perante uma sondagem que mostra uma descida relevante nas intenções de voto no PS, o que o Esperança entende ser digno de destaque é a aparente contradição entre a subida do PSD e o não reconhecimento do Menezes por grande parte dos eleitores. Tal como seu mestre Sócrates já aprendeu a manipular as estatísticas, para assim se desviar das questões incómodas e apenas falar do que lhe interessa.
Ou seja, perante os novos dados desta sondagem o Esperança só tem uma coisa a dizer: repetir (mil vezes, se for preciso) o que já tinha dito noutro post. Ao repetir que o Menezes não é reconhecido, evita falar daquilo que é realmente novidade: o facto de Sócrates começar a ser reconhecido (pelo que é, e não pelo que a propaganda faz parecer ser).
A manipulação e o marketing estão a começar a falhar... Mas aguardemos... Pode ser que depois dos funcionários públicos, privilegiados, dos sindicalistas e dos comunistas, o Sócrates consiga descobrir um outro grupo qualquer «minoritário» e não «representativo» que possa ser apontado como um mal da sociedade. Mas se calhar já só restam os militantes do PS. Coitado do Esperança...
Anónimo disse…
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Anónimo disse…
Anónimo:

O comentário apagado repetiu-o, talvez por lapso, no «Espaço dos leitores», onde está muito bem.

Repetir comentários é produzir lixo. Tenho a certeza de que é capaz de melhor.
Anónimo disse…
Não é o seu Sócrates que se farta de repetir discursos???? Será que é mesmo lixo! Ó amigo cuidado que os seus confrades do PS podem ouvi-lo!!!!
Lá se vai o tacho tão prometido !!!

Mensagens populares deste blogue

Cavaco Silva – O bilioso de Boliqueime