Uma certa moral...

O padre Tommaso Stenico, que causou escândalo no Vaticano ao admitir ser homossexual, afirmou ontem que é tudo mentira. Stenico assegura que apenas se faz passar por ‘gay’ no âmbito do seu trabalho de aconselhamento espiritual.

Comentário: Mentir, sim. Ser gay, nunca.

Comentários

Anónimo disse…
Afinal está-se a falar da Imaculada Igreja Católica.
Será que por essa única raza~se permita a mentira dos seus membros, ainda que, com uma "intenção" !?.

Mensagens populares deste blogue

Cavaco Silva – O bilioso de Boliqueime

Tunísia – Caminho da democracia ou cemitério da laicidade ?